Águas do Porto testa novo sistema de corte de água por controlo remoto
14-07-2017
A empresa municipal Águas do Porto está a colocar, a título experimental, uma nova válvula de corte integrada nos contadores de água, que pode ser acionada por controlo remoto, através de um dispositivo móvel.

O novo modelo de equipamento estará em período de teste até ao próximo mês de setembro, altura em que, em colaboração com os clientes, serão analisados os resultados finais e será equacionada a implementação do sistema em toda a cidade.

Tendo presente a missão de garantir a gestão completa e eficaz do ciclo urbano da água, criando valor económico e social, a empresa - focada no cliente e no desenvolvimento boas práticas ambientais de gestão com aposta na inovação -  associou-se a um conjunto de parceiros tecnológicos e lançou-lhes o desafio de desenvolver e produzir uma válvula de corte de água que permitisse à Águas do Porto operá-lo de forma remota, através de um dispositivo móvel. 

Trata-se de uma aposta inovadora da Águas do Porto, no sentido de permitir uma gestão eficaz do consumo dos clientes, com a implementação de novos serviços. Recorrendo a este equipamento, a empresa municipal poderá, a pedido do cliente, cortar a água remotamente em períodos de ausência prolongada, por exemplo para férias; poderá também analisar os consumos ao longo de períodos a definir pelo próprio cliente; detetar precocemente potenciais fugas, com a possibilidade de diminuição imediata do caudal para evitar inundações; e dará ainda ao cliente a possibilidade de comunicar o número de metros cúbicos que pretende utilizar em rega, de acordo com as condições meteorológicas existentes em cada momento. 

Por outro lado, no que respeita às situações de não regularização das faturas em dívida, este sistema permitirá à Águas do Porto suspender, de imediato, o abastecimento de água a clientes reiteradamente incumpridores, garantindo apenas o designado "caudal de sobrevivência".