Plano de Estrutura para a Frente Maritíma

As praias urbanas constituem um recurso importante para o desenvolvimento das cidades que urge valorizar e preservar de forma a favorecer o desenvolvimento equilibrado e sustentável de três dimensões principais: a dimensão económica, relacionada com todo o conjunto de atividades e serviços que se desenvolvem por relação à atividade balnear; a dimensão de lazer, relacionada com o usufruto dos respetivos espaços pelos munícipes e turistas; e a dimensão ambiental, relacionada com a preservação dos ecossistemas costeiros.

Reconhecendo a importância do desenvolvimento de uma política integrada para as zonas costeiras, a Águas do Porto delineou o Plano de Estrutura para a Frente Marítima do Porto, com vista à promoção da melhoria das condições ambientais, da qualidade e do ordenamento das zonas e águas balneares e da sua envolvente urbana. Todas as ações encontram-se a ser desenvolvidas na perspetiva da gestão sustentável dos recursos, valores naturais e paisagísticos, dos usos e atividades que aí se desenvolvem. Com a requalificação prosseguida pretende-se, também, contribuir para a excelência de uma área com forte potencial turístico.

Projeto cofinanciado pelo "ON.2 - O Novo Norte" no âmbito do QREN e através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.