24/01/2024

“Flui2030”. Foi este o nome escolhido por cerca de 430 colaboradores e 40 stakeholders externos para batizar a estratégia da Águas e Energia do Porto (AEdP) para 2030. O desafio foi lançado durante o evento de arranque do projeto, que decorreu em dezembro, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.

Durante quatro horas, colaboradores, parceiros e especialistas nas áreas da liderança, gestão de clientes e estratégia reuniram-se para refletir, partilhar conhecimento e difundir boas práticas, que servirão como bússola para o futuro da água e da energia na cidade.

Participaram nesta sessão os seguintes oradores: Tomaz Morais, diretor do futebol de formação do Sporting Clube de Portugal e especialista em liderança, motivação, gestão de equipas e superação; Judite Manso, docente do ensino superior nas áreas de marketing, vendas e qualidade nos serviços; e Isabel Paiva de Sousa, facilitadora de processos de reflexão estratégica.

Do lado da AEdP, intervieram Filipe Araújo, Ruben Fernandes, Paula Malheiro, Moisés Neves e Maria João Oliveira, que apresentaram os objetivos, ambições e metas desta iniciativa.

Maior participação de sempre de colaboradores e parceiros

A colaboração de todos é o mote deste projeto. O seu principal objetivo passa por promover a maior participação de sempre dos colaboradores e dos parceiros na definição da estratégia da AEdP para que, no final, fique a ganhar a Empresa, os Clientes e a Cidade. Todos, sem exceção, estão a ser desafiados a criar e construir soluções inovadoras de negócio.

O primeiro passo foi dado com a realização deste evento. O projeto prossegue, com seis bootcamps de inovação e quatro workshops temáticos, que estão a acontecer entre janeiro e fevereiro. A iniciativa encerrará com um evento para apresentação dos resultados obtidos.

Veja o vídeo resumo da sessão de arranque do projeto

Galeria
Item 1 de 9