Redes prediais: medidas a adotar na retoma da atividade
04-05-2020

A Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) divulgou um conjunto de medidas a adotar no "regresso à normalidade", especialmente para os edifícios que devido à aplicação do estado de Emergência estiveram sem utilização durante um largo período de tempo.


A Águas do Porto recomenda a todos os seus Clientes que sigam as orientações sobre os procedimentos a adotar na rede predial de edifícios encerrados divulgadas pela ERSAR, na perspetiva de, assim, garantir a potabilidade e a qualidade da água da cidade do Porto em todos os locais.


Apesar de assegurar a excelente qualidade da água distribuída na rede pública, a Águas do Porto salienta que é da responsabilidade do cliente/ proprietário certificar-se de que a rede predial esteja sempre em perfeitas condições, no sentido de não alterar as características da água da torneira.


É por isso necessário fazer manutenção à referida rede, até porque, como refere a ERSAR na notícia publicada no site oficial, "durante um período de encerramento de edifícios como escolas, hotéis, ginásios, clínicas, estabelecimentos comerciais e de serviços, empresas e indústrias, podem ocorrer alterações na qualidade da água estagnada na tubagem dos edifícios devido à perda de desinfetante residual e ao contacto com os materiais da rede predial."


Nesse sentido, a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) recomenda que sejam adotadas medidas "que visam garantir a limpeza e higienização das redes de água fria e de água quente, de modo a prevenir alterações na qualidade da água fornecida pela rede pública e a proliferação da legionella, entre outros microrganismos, principalmente em sistemas prediais de grande dimensão".


Para qualquer esclarecimento sobre estas medidas, contacte o Laboratório de Análises da Águas do Porto através do 225 190 835, das 09h00 às 18h00.